Como vender Cursos on line?

Como vender Cursos on line?

A estratégia de vendas de cursos on line do mercado nacional

Quando comecei em ensino a distância, por volta de 2008, a coordenadora pedagógica dos cursos de pós graduação da extinta Universidade Gama Filho me disse que os alunos mal acessavam a plataforma de EAD. Muitos só faziam as tarefas obrigatórias quando o prazo estava no limite. Ficavam furiosos porque o sistema fechava a disciplina e os impedia de prosseguir o curso.

Não me entendam mal: não estou falando mal da instituição ou dos alunos.

No entanto, a pergunta que me fiz quando soube destas informações era óbvia: “por que compraram o curso se é flagrante que não o querem”?

Retrocedendo um pouco mais no tempo: 2006. Tratava-se de um curso presencial de uma linguagem de programação. Percebi que eu era um dos mais velhos, algo que não é bom pra mim. Boa parte do curso era sobre futebol. Havia grupos paralelos discutindo outros assuntos, mas não posso reclamar: graças ao networking arrumei um trabalho (que recusei dias depois). O fato relevante foi quando perguntei “Por que você está fazendo este curso se não vai precisar dele?” Foi assustador ouvir: “Bota no curriculum. É o que eles querem”.

Será que mentir no curriculum na esperança de ser contratado vai ajudar a se manter na empresa sem saber a ferramenta? Claro que não, certo amigos? Emprego hoje em dia é mais NETWORKING que CONHECIMENTO.

O último exemplo! Semana passada um gerente de uma grande empresa quis fazer uma universidade corporativa. Eu citei o case da GlobalEAD em que são fornecidos 49 cursos para que a empresa contratante possa vender cada curso pelo preço que quiser. A resposta do gerente é que mais me impressionou: “Não estamos tão interessados nos cursos. Vendemos rifas em um regime de consórcio. Cada rifa dá direito a um curso. Ao final de alguns meses as rifas dão direito a um prêmio na loja. Na prática os consumidores compram os cursos querendo o prêmio no final”.

Então… Em 2008 alunos que frequentavam cursos presenciais preparatórios para OAB, passando ou não na prova, poderiam se matricular num curso EAD complementar. Após cursar algumas poucas disciplinas já saíam com um diploma de pós graduação na mão. Em verdade muitos alunos só queriam um diploma de pós graduação. Em 2006 vários matriculados em um curso presencial de programação só estavam ali passando o tempo, na esperança vã de obter um certificado que abrilhantasse um curriculum. Em 2017 determinada empresa vende rifas com subterfúgio dúbio de venda de cursos online.

Onde eu quero chegar com estas histórias todas?plataforma-ead-scorm-GlobalEAD

Escrevo estas coisas para lhes abrir a mente.

Outro caminho para vender curso online, principalmente na internet, você já deve ter lido em vários sites de maneira bem cansativa: escreva e divulgue suas ideias o máximo possível. Lembre-se que o TÍTULO do curso é muito importante. Pesquise sua concorrência para analisar os objetos educacionais, preços e palavras chaves na descrição dos produtos. Importe-se em escrever sempre e cada vez mais sobre seu produto pois sua autoridade no assunto é analisada pelos mecanismos de busca da web. Tenha um blog para divulgar seu conteúdo e ANTES de escrever pesquise que palavras a internet busca para descrever seu produto. Use ferramentas específicas para descobrir estas coisas (dou exemplo do https://pt.semrush.com ). Uma vez que escreveu sobre o assunto que deseja vender divulgue o link o máximo possível. Utilize políticas de afiliados para te ajudarem a vender seus produtos. Quanto mais afiliados vendendo seus produtos tanto melhor! Utilize todas as redes sociais para esta guerra.plataforma EAD Inovemaster

Caso seja um professor e tenha interesse em montar uma rede de afiliados e publicar seus cursos e produtos físicos indico a InoveMaster ( https://inovemaster.com ). Preço excelente (algo em torno de R$ 59,99 mensal + 6% de comissão). Ouvi dizer que preço vai cair, vale a pena conferir no site!

Bom… Faltou o toque final para você vender seus cursos e produtos…

O mais importante:

Seja original.

Boa sorte!

Related Posts

0 comments

Deixe uma resposta