Empreendedorismo. Em que momento do negócio devo investir meu dinheiro?

Mesclar maturidade e sonho é a receita para qualquer negócio. Contudo, sempre é preciso “combinar com os russos”: o dinheiro. Seu negócio precisa te amar da mesma forma que você o ama. Amor, aqui, precisa ser dinheiro.

Amigos, como deixo transparecer faz tempo, sou Alessandro Marlos, engenheiro da GlobalEAD. Produzo conteúdo para empresas no formato online, assim como plataformas de ensino a distância para comercializar produtos. O presente artigo é uma parte agradável do meu curso de empreendedorismo.

Continuando nosso artigo, não deixo ele terminar sem primeiro citar a premissa básica de qualquer negócio: o papel. Planejar seu projeto é tão importante quando executar! O humor do futuro será o melhor possível se houver, de fato, o resultado sonhado quando tudo começou. Então, seu primeiro passo será anotar cada detalhe de seu projeto no papel. É por isso que está escrito: “

Ou, qual é o rei que, pretendendo sair à guerra contra outro rei, primeiro não se assenta e pensa se com dez mil homens é capaz de enfrentar aquele que vem contra ele com vinte mil

E ainda, em outro lugar:

Para não acontecer que, havendo providenciado os alicerces, mas não podendo concluir a obra, todas as pessoas que a contemplarem inacabada zombem dele, proclamando: ‘Este homem começou grande construção, mas não foi capaz de terminá-la!’

Na prática, o livro de Lucas quer dizer: não comece alguma coisa sem ter a certeza de que vai terminar e poder triunfar. O óbvio nem sempre é fácil de enxergar.

Certa vez fui consultado sobre um projeto de um amigo. Este me foi narrado de forma psicodélica. Um script de primeira: o indivíduo fez um curso de empreendedorismo no Senai, recebeu uma indenização trabalhista e tinha bons recursos financeiros para começar uma nova vida. Enfim, o início de uma história nova e sem chefe!

Entrar no armário de Nárnia é um passo importante mas, confesso, tenho certo medo. Caso precise voltar dele, o mundo pode estar diferente. A sua idade já não será a mesma e os amigos poderão ter outras faces.

Ouvi atentamente o projeto. A expectativa de retorno era excelente e o investimento condizente. Tudo muito maravilhoso. O primeiro erro que ouvi, entretanto, foi a subida de tom de voz do meu amigo. Sempre que uma consideração ameaçasse aquele casamento com a esperança, o humor alterava. Percebi que o desejo do colega não era ouvir opiniões mas apenas palavras de apoio.

Enfim, o divórcio daquele sonho verde com a realidade ocorreu muito rápido. O pequeno trailer de venda de cachorros quentes na porta do shopping precisava ser puxado. O meu amigo não tinha carro.

Concluímos que a maturidade deve vir primeiro que a aventura. Sonhar nunca é proibido, mas o Dinheiro é o amor deste negócio chamado empreendedorismo. Quanto mais você der mais tem que receber.

Uma relação em que você dá mais que recebe não é amor.

É abuso.

Que tal criar o seu curso online na Web? Fale conosco! Alessandro Marlos – engenheiro, empresário da GlobalEAD

GlobalEAD – Team

Leave a Comment